Japão pretende dar visto permanente a estrangeiros que adquirirem habilidades no trabalho

Posted in governo japonês, Notícias with tags , , on 11 de outubro de 2018 by vistoconsular

Trabalhadores seriam submetidos a provas e entrevistas em duas etapas

construção civil2
O projeto do governo japonês que prevê a entrada de mais trabalhadores estrangeiros a partir de 2019 ganhou um formato mais definido após a divulgação de novas regras na quarta-feira (10), informou o jornal Yomiuri.

Segundo o projeto, que deverá ser votado no Parlamento ainda este mês, os estrangeiros poderão trabalhar no Japão por cinco anos, prorrogável para 10 anos. Mas aqueles que adquirirem habilidades em sua área de atuação terão direito a visto permanente, com a possibilidade de trazer a família para morar junto no país.

Para adquirir o visto permanente, os estrangeiros serão submetidos a provas e entrevistas em duas etapas: a primeira depois dos primeiros cinco anos, para ganhar a prorrogação para mais cinco anos, e a segunda quando passar o período de 10 anos.

A obtenção de habilidades vai depender do esforço de cada estrangeiro para estudar, fazer cursos nos dias de folga ou aprender técnicas no próprio local de trabalho.

A previsão é de que venham ao Japão 500 mil estrangeiros até 2025 graças à flexibilização de requisitos de entrada e de residência para trabalhadores sem qualificação.

A chegada de mais trabalhadores vem num momento em que há crescente encarecimento da mão de obra e o contínuo envelhecimento da população, somado ao baixo índice de natalidade.

O governo está considerando a abertura de mais de 10 campos de trabalho para estrangeiros não-qualificados, incluindo agricultura, silvicultura, pesca, construção, cuidados a idosos, hotelaria e alimentação (restaurantes).

A aceitação de mais trabalhadores estrangeiros em áreas onde o Japão está enfrentando escassez de mão de obra foi apoiada por 47 por cento das 1.005 empresas entrevistadas em uma pesquisa do jornal Mainichi realizada por telefone entre os dias 6 e 7 de outubro. Trinta e dois por cento foram contra a ideia, enquanto 22 por cento optaram por não responder à pergunta.

As opiniões estavam divididas quanto a permitir ou não que esses estrangeiros ficassem no Japão por um período ilimitado de tempo. Enquanto 40% apoiaram a ideia de um limite de tempo irrestrito, 38% foram contra. Os 21 por cento restantes não responderam.

“No geral, as empresas japonesas continuam cautelosas em aceitar trabalhadores estrangeiros”, disse Yoshiyuki Suimon, economista sênior da Nomura Securities.

“Eles estão conscientes da necessidade de aceitar imigrantes no longo prazo, mas por enquanto estão tentando lidar com a escassez de mão de obra através do investimento em automação e tecnologia. Restaurantes e varejistas também estão fazendo uso ativo de estudantes estrangeiros que têm permissão para trabalhar 28 horas por semana”, disse ele.
Fonte: Alternativa

Anúncios

Chanceler do Japão diz que “todos serão bem-vindos para trabalhar no país”

Posted in Japão, Notícias with tags , , on 14 de setembro de 2018 by vistoconsular

“É bom ter diversidade. É bom ter uma política aberta”, afirmou Taro KonoTaro KonoO Japão está se preparando para aceitar mais trabalhadores estrangeiros, já que sua população está à beira de um forte declínio, disse o ministro das Relações Exteriores, Taro Kono, na quinta-feira.

Kono disse em um encontro do Fórum Econômico Mundial em Hanói, no Vietnã, que o Japão ganha “valor agregado” ao aceitar estrangeiros, especialmente porque o envelhecimento da população e a baixa taxa de natalidade significa que o país está encolhendo meio milhão de pessoas por ano.

“Não podemos sustentar nossa sociedade assim”, disse ele em resposta a uma pergunta durante um painel de discussão. “Estamos abrindo o nosso país. Estamos abrindo nosso mercado de trabalho para países estrangeiros. Agora estamos tentando criar uma nova política de permissão de trabalho, então acho que todos serão bem-vindos no Japão se quiserem se integrar à sociedade japonesa.”

Tradicionalmente, o Japão tem resistido a aceitar trabalhadores imigrantes, às vezes facilitando tais restrições, mas depois as reimpondo durante crises econômicas. Muitos japoneses sentem-se desconfortáveis ​​com pessoas de fora que podem não falar sua língua ou se conformar às expectativas de como se comportar.

Ainda assim, existem milhões de estrangeiros que vivem no Japão, incluindo aqueles que trabalham em programas relacionados a treinamento técnico ou estágio de curta duração em restaurantes, construção civil e cuidados a idosos.

O país vem gradualmente afrouxando as restrições para permitir que as famílias contratem empregadas domésticas estrangeiras. Também tem programas curtos para trazer cuidadores de idosos da Indonésia e outros países. Mas os requisitos de idioma dificultaram o emprego a longo prazo em tais trabalhos.

Kono citou estrelas do esporte, incluindo a tenista Naomi Osaka, filha de uma mãe japonesa e de um pai haitiano, como exemplo dos benefícios de receber pessoas de fora. Osaka, que nasceu no Japão, mas cresceu nos Estados Unidos, está sendo elogiada pelos japoneses como a primeira representante do país a ganhar um título de tênis do Grand Slam.

“É bom ter diversidade. É bom ter uma política aberta”, disse Kono.
Fonte: Alternativa

Tufão n.º 21: comércio e indústria suspendem atividades

Posted in Japão, Notícias with tags , , , , , , , , , , , , , , , on 4 de setembro de 2018 by vistoconsular

Diversas indústrias do Japão pararam a produção e deram folga aos funcionários para a segurança deles, por conta do tufão Jebi

Jebi tufão
Com a aproximação do tufão 21, muitas indústrias pararam a produção para garantir a segurança dos funcionários. Mas também porque era arriscado saírem de casa para ir até o local de trabalho.

Entre elas, segundo a NHK, a Toyota Motor deverá parar a partir da tarde de terça-feira (4), nas 11 fábricas da província de Aichi.

Além disso, a Honda também suspendeu a operação na sua unidade de Suzuka (Mie). Outra indústria do segmento é a Daihatsu que parou a produção das plantas de Ikeda (Osaka), Oyamazaki (Quioto) e Ryuo (Shiga).

A fabricante Mitsubishi Electric suspendeu a operação de 10 plantas, de Hyogo e Wakayama.

A Panasonic e Canon também interromperam a produção em Kusatsu (Shiga). A Sharp de Yao (Osaka), da mesma forma, suspendeu a operação.

As lojas de departamento de Shikoku e Kansai deixaram um aviso nas portas por causa do tufão.
Fonte: Portal Mie com NHK

Mercado de trabalho no Japão continua apertado

Posted in Japão, Notícias with tags , , , on 1 de agosto de 2018 by vistoconsular

Na semana passada, Shinzo Abe anunciou planos para aceitar mais trabalhadores do exterior ao criar uma nova categoria de visto

desemprego hotel
A taxa de desemprego no Japão subiu em junho, mas continuou perto do nível mais baixo em um quarto de século enquanto o país enfrenta uma severa escassez de mão de obra, mostraram dados do governo na terça-feira (31).

De acordo com o Ministério de Assuntos Internos e Comunicações, a taxa nacional de desemprego situou-se a 2,4%, alta dos 2,2% do mês anterior, devido a um aumento do número de pessoas que deixou seus trabalhos para encontrar outro melhor.

Do número ajustado sazonalmente de 1,66 milhão de pessoas que estavam desempregadas, 700 mil deixaram seus empregos voluntariamente, enquanto 430 mil foram involuntariamente e 360 mil eram pessoas buscando novos postos de trabalho.

Dados separados do Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar mostraram que a disponibilidade de trabalho teve uma nova alta em 44 anos. A proporção de empregos para aqueles em busca de um situou-se a 1.62, alta de 1.60 em maio. O índice significa que 162 vagas estavam disponíveis para cada 100 candidatos.

Na semana passada, o primeiro-ministro Shinzo Abe anunciou planos para aceitar mais trabalhadores do exterior, com início em abril do ano que vem, ao criar uma nova categoria de visto, uma medida que visa fornecer mão de obra a indústrias como hotéis e agricultura.

O Banco do Japão espera que as condições de mercado de trabalho apertado se traduzam em salários maiores e aumentem os gastos do consumidor e a inflação na direção de sua meta de 2%, embora o progresso tenha estado lento nessa frente.

A contar de junho, o Japão tinha 66.32 milhões de trabalhadores em uma base ajustada sazonalmente, 410 mil, ou 0,6% menos em comparação ao mês anterior. A taxa de desemprego para homens foi de 2,6% enquanto aquela para mulheres situou-se a 2,2%.
Fonte: Portal Mie com Mainichi

Mazda e Daihatsu paralisam atividades em fábricas por conta das fortes chuvas

Posted in Japão, Notícias with tags , , , , on 9 de julho de 2018 by vistoconsular

Fábricas de grandes montadoras de automóveis estão paralisando a sua produção no oeste do Japão devido à influência das fortes chuvas

mazda

As montadoras Mazda e Daihatsu anunciaram a paralisação da produção em fábricas no oeste do Japão nos dias 9 e 10 de julho. A Mazda manterá fechada a sua sede em Fuchu (Hiroshima) e a unidade de Hofu (Yamaguchi) em decorrência do clima instável na região.

A decisão da marca já havia sido tomada no dia 7 de julho, quando as operações foram interrompidas por conta das dificuldades de transporte e dos problemas de logística, que impediam a chegada de matérias-primas para a fábrica. A Mazda não confirmou se as operações voltarão ou se manterão inativas após o dia 10.

Já a Daihatsu foi mais longe e não acionará as máquinas de produção em sua sede localizada em Ikeda (Osaka), além de três outras fábricas localizadas em Shiga, Kyoto e Kyushu. A empresa informou que não houve danos materiais e humanos em decorrência das chuvas, mas que a situação caótica no resto do país afeta os planos da empresa, sobretudo, do ponto de vista logístico.

Espera-se que a Daihatsu também fique paralisada no dia 10, porém a empresa decidiu reunir os seus diretores para tomar uma decisão final, que sai agora a noite (09/07).
Fonte: IPC Digital com Jiji.com

Curso de Formação de Intérpretes em Caso de Desastres Naturais

Posted in Japão, Notícias with tags , on 13 de junho de 2018 by vistoconsular

A província de Mie está recrutando participantes para o Curso de Formação de Intérpretes em Casos de Desastres Naturaisjapan cityA província de Mie está recrutando participantes para o “Curso de Formação de Intérpretes em casos de Desastres Naturais 2018”.

Em casos de desastres naturais é importante obter informação sobre a situação do desastre de forma correta e oportuna.

Muitos dos residentes estrangeiros não compreendem estas informações devido aos termos técnicos que se utilizam.

A província de Mie realizará um curso de formação para intérpretes que possam colaborar nos locais de refúgio e no Centro de Apoio Multilíngue em Casos de Desastres fazendo traduções ou atendendo as consultas dos estrangeiros atingidos pelo desastre.

Detalhes do curso
1. Idiomas alvos
Português, Chinês, Inglês, Japonês fácil (Yasashii Nihongo)

2. Público alvo
Pessoas que possam fazer tradução nos idiomas descritos acima e que tenham interesse em colaborar com a comunidade estrangeira em casos de desastres.

3. Datas
1° dia: 8 de julho (domingo) das 10h às 16h
2° dia: 19 de agosto (domingo) das 10h às 16h
3° dia: 9 de setembro (domingo) das 10h às 16h

4. Local
UST-Plaza Sala de treinamento A (Mie-ken, Tsu-shi, Hadokoro-cho 700 UST-Tsu 4°andar)
Ao lado da estação de Tsu(JR/Kintetsu) Tel: 059-222-2525

5. Capacidade
60 pessoas

6. Custo
Gratuito

7. Forma de inscrição
Enviar o formulário de inscrição por E-mail ou fax no contato descrito abaixo. Também poderá se inscrever pelo telefone. Inscrições até o dia 4 de julho.

8. Contato e Inscrições
Encarregado: Uehara, Ikari
Fundação de Intercâmbio Internacional de Mie (MIEF)
〒514-0009 Mie-ken, Tsu-shi, Hadokoro-cho 700 UST-TSU 3° andar
TEL: 059-223-5006 FAX: 059-223-5007 E-mail: mief@mief.or.jp

Curso de Formação de Intérpretes1Curso de Formação de Intérpretes2Fonte: Portal Mie

Toyota planeja consolidar operações de peças eletrônicas com a Denso

Posted in Notícias with tags , , on 4 de junho de 2018 by vistoconsular

Através do negócio, a Toyota e a Denso buscam fortalecer suas operações em áreas de crescimento como veículos híbridos, elétricos e direção autônoma

toyota denso
A Toyota Motor e a afiliada fabricante de peças para automóveis Denso disseram que estão examinando uma medida que consolidaria suas operações centrais de componentes eletrônicos.

Se o acordo ocorrer, as operações das firmas para desenvolver e fabricar componentes eletrônicos em série provavelmente seriam agrupadas na Denso, enquanto a Toyota focaria na pesquisa e desenvolvimento de tecnologias avançadas relacionadas, de acordo com o anúncio das duas empresas divulgado em 1º de junho.

Através do negócio, a Toyota e a Denso buscariam fortalecer suas operações em tais áreas de crescimento como veículos híbridos, elétricos e direção autônoma.

A Toyota transferiria a produção de unidades usadas para controlar as velocidades de rotação e partida e desligamento de motores em sua planta de Hirose, na cidade de Toyota (Aichi), para a Denso até o final de 2019.

O desenvolvimento de produtos fabricados em série seria consolidado na Denso a partir de 2022.

No ano passado, a Toyota anunciou que estava visando mais que triplicar as vendas anuais de veículos elétricos, incluindo híbridos, para 5.5 milhões de unidades até 2030.
Fonte: Portal Mie com Jiji

%d blogueiros gostam disto: