Número de trabalhadores contratados por empreiteiras sobe 19,4% no Japão

Posted in Notícias with tags , , on 2 de abril de 2018 by vistoconsular

Demanda por funcionários temporários cresceu e média salarial também aumentou, segundo o governo

trabalhadores empreiteiras
Um levantamento divulgado pelo Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-estar Social do Japão na última sexta-feira (30) mostrou que a demanda por trabalhadores temporários teve aumento repentino nos últimos anos.

Entre junho de 2016 e junho de 2017, o crescimento de trabalhadores contratados por empreiteiras foi de 19,4%. Uma reportagem do jornal Iwate Nippo informou que, por causa da maior procura, a média salarial também está mais alta.

O levantamento do Ministério mostrou que, em junho de 2017, o país estava com 1,56 milhão de trabalhadores contratados por intermédio de empreiteiras. Uma das razões seria a recuperação econômica em contraste com a falta de mão de obra.

A área de serviço de escritório e administração é a que possui mais trabalhadores neste regime, com 17,8% do total de contratações (277 mil pessoas). Na sequência estão as áreas de produção e processamento, com 269 mil trabalhadores (17,2% do total).

O levantamento mostrou ainda o crescimento deste tipo de contratação em áreas específicas, como serviço de vendas, que dobrou em um ano, com o registro de 92 mil trabalhadores em junho de 2017. O serviço de cuidador de idosos também cresceu 50% no mesmo período, totalizando 23 mil pessoas.
Fonte: Alternativa

Anúncios

Japão: ano fiscal e letivo começam em abril

Posted in Notícias with tags , , , on 30 de março de 2018 by vistoconsular

Em 1.º de abril se inicia o ano fiscal do governo, maioria das empresas e também o letivo, no Japão

calendario

Se o Ano Novo inicia em 1.º de janeiro, o novo ano fiscal do governo, das empresas, novos contratados e o período letivo, começam em abril, no Japão.

Esse calendário tem início lá atrás.

Para o governo a prestação de contas da entrada e saída de dinheiro começa em 1.º de abril e encerra em 31 de março do ano seguinte. Isso é chamado de ano fiscal. O governo e muitas empresas, cerca de 70%, ainda seguem esse calendário, desde 1886, período Meiji. A história conta que desde 1868 até a fixação desse período, foram realizadas várias mudanças de data, mas não se sabe o motivo real.

O Japão era um país agrícola. Os agricultores faziam a colheita do arroz no outono, para trocar o resultado por dinheiro depois. Após a troca por moedas, eles precisavam pagar os impostos. A maioria não conseguia fazer isso até o final do ano. Por isso, conta a história, que o ano fiscal foi mudado para iniciar em abril. Assim, todos os agricultores conseguiam pagar o que deviam para os cofres públicos até março.

arroz

Outra versão é que o país mais avançado economicamente, na época, era a Inglaterra que já praticava o início do ano fiscal em abril. Pode ser que o Japão tenha se inspirado nela.

Em 1962, o então Primeiro-Ministro Kakuei Tanaka tentou mudar para acertar com o calendário gregoriano mas não deu certo.

O fato é que poucos dias antes de primeiro de abril os novos contratados se vestem de ternos ou tailleurs pretos, camisas brancas, para participarem da cerimônia de ingresso na empresa. É o início da carreira profissional para milhares de jovens em todo país.

ano letivo
Ano letivo das escolas
Até o ano 10 do período Meiji as escolas começavam seu ano letivo em datas diferentes. Afinal, as crianças eram as grandes ajudantes do trabalho na lavoura.

Em 1886, por ordem do então Ministério da Educação, determinou que as escolas passassem a realizar a cerimônia de ingresso em abril. A partir daí as escolas mudaram o calendário para unificar a data de início das aulas. Levou tempo para isso ocorrer. Foi só entre 1926 a 1989 que se conseguiu o feito.

Para acompanhar o calendário das escolas de outros países do ocidente, o Japão já cogitou mudar o início do período letivo para setembro.

No entanto, essa cultura já está tão enraizada que o povo não consegue imaginar realizando formaturas em agosto, no auge do verão.

Os países vizinhos como a China e Coreia do Sul iniciam o ano fiscal do país e das empresas no primeiro dia do ano.

Já o ano letivo na China acompanha o da maioria dos países do ocidente, em setembro. Na Coreia do Sul começa em março.
Fonte: Portal Mie com JpnCulture, Koyomi e Nikkei

Média salarial de mulheres aumenta no Japão, mas homens continuam ganhando bem mais

Posted in Notícias with tags , , on 2 de março de 2018 by vistoconsular

A diferença salarial entre homens e mulheres chega a quase ¥100 mil

media salarial mulheres
O Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-estar Social divulgou um novo levantamento realizado com 49 mil empresas em todo o país. Os dados mostram que a média salarial de mulheres obteve um aumento significativo, mas continua extremamente baixa quando comparado aos rendimentos dos homens.

O levantamento considerou apenas empresas com mais de 10 funcionários e investigou os ganhos de junho do ano passado, sem considerar pagamento de horas extras ou expediente em dia de folga.

A média geral para trabalhadores de tempo integral de ambos os sexos, contratados e efetivos, ficou em ¥304 mil, com aumento de ¥300 em um ano.

A média dos homens ficou em ¥335 mil, também com aumento de ¥300 em um ano.

Já o salário das mulheres foi estimado em ¥246 mil, quase ¥100 mil de diferença se comparado ao que é pago aos homens. O aumento em um ano foi de ¥1.500.

O ganho é o mais alto desde 1976, quando surgiram as estatísticas, e a “proximidade” entre salários de homens e mulheres é a maior até o momento, informou uma reportagem da emissora NHK.

Embora a diferença salarial tenha sofrido uma redução, os ganhos das mulheres ainda correspondem a apenas 73,4% dos salários destinados aos homens.

O levantamento também mostrou que o pagamento por hora para funcionários de meio período aumentou ¥21 em um ano. A média estabelecida foi de ¥1.096 e é a mais alta até o momento.

“As mulheres estão permanecendo por mais tempo nas empresas e conquistando cargos elevados, por isso há uma proximidade dos salários dos homens. Os trabalhadores de meio período estão ganhando mais devido à falta de mão de obra e aumento no salário básico da categoria”, estimou um porta-voz do Ministério.
Fonte: Alternativa

Japão registra quase 300 casos de ilegalidade e exploração de trabalhadores estrangeiros

Posted in governo japonês, Notícias with tags , , on 20 de fevereiro de 2018 by vistoconsular

Dados do Ministério da Justiça mostram que o número de casos está menor, mas permanece elevadocasos de ilegalidade no japao
Dados recenes do Escritório de Imigração, administrado pelo Ministério da Justiça do Japão, mostraram que houve 299 casos de ilegalidades e exploração de trabalhadores membros do programa de estágios do governo (Ginou Jisshu Seido).

Segundo uma reportagem da agência de notícias Jiji Press, os dados, referentes a 2017, mostram que 213 instituições contratantes apresentaram envolvimento com as ilegalidades.

Dos 299 casos, 139 eram de pagamento insuficiente e em 73 ocorrências houve inclusive falsificação de documentos por parte da empresa para tentar esconder que não estavam pagando o salário completo do trabalhador estrangeiro.

Outros 24 casos foram de carga horária acima do limite estabelecido por lei.

O Ministério informou que os dados referentes às ilegalidades registraram baixa nos últimos dois anos, embora continuem elevados.

O programa de estágios do governo japonês tem por objetivo contratar temporariamente estrangeiros para que aprendam técnicas de trabalho e utilizem, mais tarde, em seus países de origem.

O sistema, que contrata principalmente trabalhadores de países como China e Vietnã, está há anos enfrentando duras críticas de especialistas e entidades sociais que acreditam que o real objetivo do governo é usufruir de mão de obra barata.
Fonte: Alternativa

Hice abre vaga em Hamamatsu para funcionário efetivo com fluência em japonês e português

Posted in Japão, Notícias with tags , , , on 8 de fevereiro de 2018 by vistoconsular

O salário mensal é de ¥200.100, com bônus de ¥860.430 por anohice

A Fundação para Comunicação e Intercâmbio Internacional de Hamamatsu (Hice) abriu processo seletivo para contratar um funcionário efetivo.

O período de inscrição vai até 20 de fevereiro. O salário é de ¥200.100, com bônus de ¥860.430 por ano, mais auxílio transporte no valor máximo de ¥31.600.

Confira os detalhes abaixo:
Processo seletivo para trabalhar na HICE como funcionário efetivo a partir de 1 de abril de 2018

Principais atribuições:
– Trabalho de escritório e organização de eventos em geral da HICE;
– Tradução e interpretação do português/japonês;
– Coordenação de atividades de apoio ao estudo das crianças estrangeiras (visita às famílias das crianças que não frequentam a escola; acompanhar, como intérprete, o psicólogo japonês que vai às escolas estrangeiras; contato com as escolas japonesas e estrangeiras; etc.).

Local de trabalho:
Centro de Apoio ao Estudo para Estrangeiros de Hamamatsu (U-ToC)
Endereço: Hamamatsu-shi, Nishi-ku, Yuto-cho, Ubumi 9611-1

Carga horária de trabalho:
Dias úteis, das 8:45 às 17:30 (dependendo da necessidade, precisará trabalhar aos sábados, domingos, ou à noite)
*Folga: 2 dias por semana, e no feriado de final de ano (29/dez-3/jan)

Requisitos:
– Formação acima do Ensino Médio;
– Fluência nos idiomas japonês e português, inclusive na leitura e na escrita;
– Conhecimentos básicos de informática (Excel, Word, etc.);
– Carteira de motorista japonesa.

Remuneração:
Salário inicial de ¥200.100/mês (pagamento dia 25 do mês)
Bônus: 2 vezes ao ano (4,3 vezes do salário mensal, total de ¥860.430/ano)
Auxílio transporte: Valor máximo de ¥31.600
Obs.: Haverá 3 meses de período de experiência.

Período de inscrição:
5 a 20 de fevereiro de 2018.
Para concorrer à vaga, entre em contato por telefone, e leve currículo com foto (em japonês e português) para o escritório da HICE.
Endereço: Hamamatsu-shi, Naka-ku, Hayauma-cho 2-1, Create Hamamatsu 4º andar
Tel.: 053-458-2170
HICE- Fundação Internacional de Hamamatsu

Processo de seleção:
A comissão irá analisar o currículo, em japonês e português, para uma pré-seleção.
Em 23 de fevereiro (sexta-feira) a partir das 10h, os candidatos pré-selecionados serão convocados para uma entrevista e tradução de texto japonês/português.
O resultado será comunicado via correio, no dia 28 de fevereiro.
Mais informações: hi-hice.jp/HICEpo/po_fromhice_more.php?eid=00647
Fonte: Alternativa

Toyohashi: consulta gratuita para imposto de renda

Posted in Notícias with tags , , , on 18 de janeiro de 2018 by vistoconsular

São dois domingos de consultas gratuitas especializadas em declaração do imposto de rendatoyohashi imposto de renda

Trabalhadores e assalariados residentes em Toyohashi poderão contar com consulta gratuita para a sua declaração do imposto de renda referente ao ano anterior, para ser entregue este ano. A Associação Internacional de Toyohashi (Aichi) atenderá em 4 idiomas, incluindo o português.

Pessoas alvo são os assalariados que se enquadram em uma dessas situações, segundo Guida Suzuki, da associação:

  • A empresa onde trabalha não fez o ajuste de final de ano 2017
  • Mudou de emprego ou ficou desempregado em 2017
  • Não declarou todos os dependentes, incluindo os do exterior
  • Tem mais de 2 fontes de rendas
  • Originais das despesas médicas familiares acima de 100mil ienes
  • Originais dos recibos médicos e de farmácia, da família, acima de 12 mil ienes
  • É inscrito no Kokumin Kenko Hoken ou possui seguro de vida

Para a realização da consulta é preciso levar os seguintes documentos: comprovante de renda e impostos (gensen) original, Zairyu Card, My Number, caderneta bancária e carimbo pessoal (inkan). No caso de pagar seguro de vida, levar o comprovante e, se for inscrito no kokumin kenko hoken, levar os comprovantes da contribuição.guensen modeloCaso tenha dependentes no exterior é preciso levar a certidão de nascimento ou casamento original e uma via da tradução para o japonês e os comprovantes de remessa financeira de cada um dos dependentes.

Paralelamente às datas de consulta, serão realizadas consultas gratuitas com outros profissionais. No primeiro dia com despachante e no segundo, com uma psicóloga para orientação, Juliana Nakasaki. Esses dois serviços serão oferecidos por ordem de chegada.

Datas: 04 e 11 de fevereiro, domingo
Horário: 10h às 16h (é preciso agendar horário)
Local: Associacão Internacional de Toyohashi
Endereço: Ekimae Odori 2-33-1 Kaihatsu Bldg 3F
Telefone para agenda de horário: 0532-55-3671 (expediente das 10h às 17h)
Mais informações pelo e-mail: guida@tia.aichi.jp
Fonte: Portal Mie

Hospital em Nagoia usará robôs para entregar medicamentos e materiais

Posted in Aichi, Japão, Notícias with tags , , on 2 de janeiro de 2018 by vistoconsular

Robôs serão usados para entregar medicamentos no hospital, mesmo entre os andares, enquanto a carga de trabalho de enfermeiras e outros membros é reduzidaHospital Universitário de NagoiaO Hospital Universitário de Nagoia, na província de Aichi, vai implantar um esquadrão de robôs em fevereiro para entregar medicamentos e amostras de testes, mesmo entre os andares, enquanto reduz a carga de trabalho de enfermeiras e outros membros da equipe.

Quatro robôs serão operados nos turnos noturnos, das 17h às 8h, quando poucos funcionários estão trabalhando.

O hospital poderá expandir o uso dos robôs
Dependendo do resultado do período experimental que vai durar o ano todo, o hospital vai expandir o uso dos robôs, por exemplo, para cobrir a ala dos pacientes internados.

O sistema foi desenvolvido juntamente pela Universidade de Nagoia e pela Toyota Industries, uma afiliada da Toyota Motor, com base na tecnologia para carros com direção autônoma.

Os robôs vão percorrer suas rotas repeitando os planos dos andares dos hospitais e dependendo de aparelhos de radar e câmeras acoplados que permitem um campo de visão de 360 graus.

Se uma pessoa atravessa o caminho, o robô pode automaticamente se desviar do humano ou transmitir uma mensagem dizendo, “Com licença, por favor, me deixe passar”.

Os robôs podem entrar em elevadores para ir a andares diferentes. Eles retornam automaticamente até um terminal de recarga quando precisarem.

Carga de trabalho reduzida para funcionários
“A carga de trabalho pode ser reduzida ao usar os robôs para realizar tarefas que as pessoas vêm fazendo”, disse Naoki Ishiguro, diretor do hospital. “Esperamos garantir que enfermeiras e outros profissionais possam se concentrar mais em suas funções primárias”.

Cada robô tem 125cm de altura, 50cm de largura e 63cm de profundidade. Com formato compacto de um refrigerador, os robôs podem viajar a uma velocidade de 3,6Km/h. Com uma capacidade de 90 litros, cada um pode transportar até 30Kg.

Eles vão se movimentar entre a Unidade de Cuidados da Cirurgia Intensiva, o Departamento de Farmácia do Hospital e o Departamento de Laboratório Clínico, cada um instalado em uma ala diferente, para entregar fluidos intravenosos, amostras de testes e outros materiais.

Um tablet será usado para chamar o robô e determinar seu destino
Funcionários registrados, incluindo enfermeiras e farmacêuticos, podem usar um tablet para chamar um robô e designar seu destino. O robô então entrega automaticamente os materiais de acordo com instruções.

Outros robôs similares já são usados em fábricas de automóveis e outros locais, mas eles raramente foram introduzidos em hospitais e outras instalações médicas no Japão.

O projeto do Hospital Universitário de Nagoia visa aproveitar tecnologias desenvolvidas no setor manufatureiro para melhorar a eficiência e lidar com a escassez de mão de obra.
Fonte: Portal Mie com Asahi