Nova forma de atender os estrangeiros com intérpretes simultâneos nas subprefeituras de Nagoia

Posted in Aichi, Notícias with tags , on 21 de novembro de 2016 by vistoconsular

nagoia_subprefeitura_prefeitura
A inovação tecnológica promete reduzir a barreira do idioma estrangeiro nos balcões de atendimento das subprefeituras da cidade de Nagoia (Aichi).

Sete subprefeituras da terceira capital japonesa terão atendimento aos estrangeiros que não sabem o idioma japonês, usando o recurso da videoconferência para a compreensão de ambos os lados, a partir de 18 deste mês. São as subprefeituras de Chikusa, Kita, Naka, Mizuho, Atsuta, Nakagawa (Tomida) e Minato, que iniciarão em fase experimental até 31 de janeiro do ano que vem. Além dessas subprefeituras, 2 unidades estarão disponíveis no Centro Internacional de Nagoia.

O suporte com os intérpretes em tradução simultânea em 6 idiomas, incluindo o português, será feito pelo Centro Internacional de Nagoia. Segundo a matéria do jornal Chunichi “esperamos poder oferecer os mesmos serviços administrativos de forma melhor”, declarou um funcionário da prefeitura.

De acordo com a Divisão de Relações Internacionais da Prefeitura de Nagoia, vivem na cidade 71.446 estrangeiros, o que significam 3,1% da população local.

Atendimento por idioma:
De 3ª a 6ª feira: 9 às 19h00 – inglês
De 3ª a 6ª feira: 10 ao meio-dia e 13 às 17h00 – português e espanhol
3ª feira: 13 às 17h00 – chinês
5ª feira: 13 às 17h00 – coreano e tagalog
Domingos: 4/dez e 8/jan, das 10 ao meio-dia – português, espanhol e chinês
Fonte e foto: IPC Digital com Chunichi Shimbun

Presidente da Renault-Nissan diz estar animado com futuro dos carros autônomos

Posted in Japão, Notícias with tags , on 9 de novembro de 2016 by vistoconsular

“A tecnologia mais animadora é uma combinação de carros conectados e direção autônoma”, disse Carlos Ghosn

carlos-ghosh-1
O presidente-executivo da Renault-Nissan, Carlos Ghosn, afirmou nesta terça-feira que está animado com o futuro da direção autônoma e afirmou que as duas horas que os motoristas ganharão por dia quando não tiverem que ficar atrás do volante serão a parte mais excitante.

Falando à Reuters em uma Conferência de Internet que está acontecendo esta semana em Lisboa, o executivo disse que as duas horas – o tempo médio gasto por motoristas atrás do volante no mundo todo – abrirá um mundo novo de possibilidades tecnológicas.

“A tecnologia mais animadora é uma combinação de carros conectados e direção autônoma”, disse Ghosn à Reuters. “Agora o carro se torna um espaço móvel conectado, onde você pode realizar uma videoconferência, ver um filme, falar com seus filhos ou consultar um médico.”

Ghosn disse que carros autônomos já são uma realidade, uma vez que os primeiros modelos que oferecem direção autônoma em pistas de mão única em rodovias já existem.

As próximas ondas de direção autônoma devem incluir direção em várias pistas em 2018 e então a tecnologia para veículos autônomos nas cidades deve estar pronta até 2020, afirmou Ghosn.

“Então, após 2020, você terá os carros autônomos, que não têm motorista”, disse.
Fonte: Alternativa

Novo sistema de habilitação para motoristas no Japão iniciará em 2017

Posted in Gifu, Japão, Notícias with tags , , , , , on 11 de outubro de 2016 by vistoconsular

Motoristas: nova modalidade de habilitação 準中型 (Jun Chugata) entrará em vigor em 2017

nova-carteira-motorista
A polícia de Gifu emitiu um comunicado em português sobre as mudanças nas categorias de habilitação para motoristas no Japão.

Em 17 de junho de 2015, foi criada a nova categoria 準中型自動車免許 (Jun Chugata Jidousha Menkyo), uma categoria intermediária entre Futsu e Chugata.

Segundo o informativo, esta nova categoria foi criada para permitir motoristas maiores de 18 anos poderem solicitar habilitação para dirigir caminhões de até 7,5 toneladas. Muitas empresas de transporte utilizam caminhões que ultrapassam 5 toneladas, dificultando contratações de jovens no setor.

Mas para esta nova modalidade de habilitação, serão acrescentadas aulas teóricas e práticas.

Desta forma, o novo sistema ficou dividido da seguinte forma:

普通(Futsu)
Idade: Maiores de 18 anos
Peso do veículo: até 3,5 toneladas

準中型(Jun Chugata)
Idade: Maiores de 18 anos
Peso do veículo: até 7,5 toneladas

中型(Chugata)
Idade: Maiores de 20 anos
Peso do veículo: até 11 toneladas (chugata de 8 toneladas será mantido)
Requisito: pelo menos 2 anos de habilitação Futsu.

大型(Oogata)
Idade: Maiores de 21 anos
Peso do veículo: acima de 11 toneladas
Requisito: pelo menos 3 anos de habilitação Futsu.

Quem for tirar carta pela primeira vez, poderá optar por Futsu ou Chugata.

A previsão é que esta nova lei entre em vigor no dia 12 de março. Motoristas que possuem a habilitação categoria Futsu (comum), quando fizer a renovação será reclassificado como Jun Chugata até 5 toneladas.

Para mais informações, veja este manual (em japonês) ou consulte o Menkyo Center de sua região.
Fonte: Portal Mie com LAP – Informativo da Polícia de Gifu

Cresce número de brasileiros com contrato de trabalho efetivo em Shizuoka

Posted in Japão, Shizuoka, trabalho no japao with tags , on 31 de agosto de 2016 by vistoconsular

Dados da Secretaria do Trabalho mostram que a mão de obra brasileira na província aumentou 1,38% em 2015

fabrica-autos-japanO número de trabalhadores brasileiros oficialmente registrados em Shizuoka e que possuem contrato de trabalho efetivo subiu 5,5% entre 2014 e 2015, informou a Secretaria do Trabalho da província em relatório sobre o setor que emprega mão de obra estrangeira.

Já os contratos de trabalho temporários para brasileiros caíram 0,6% no mesmo período, revelou a pesquisa.

Segundo o documento publicado, existem 14.833 brasileiros cadastrados como trabalhadores em Shizuoka, todos com contratos de trabalho assinados e registrados, sendo 4.727, ou 32%, efetivos e 10.106, ou 68%, temporários.

O total de brasileiros cadastrados como trabalhadores efetivos havia caído 6,9% entre 2013 e 2014, mas voltou a subir no ano passado. Em contrapartida, os brasileiros com contrato temporário caíram 6,2% entre 2013 e 2015 (veja quadro abaixo).

Ainda segundo os dados divulgados, 7.480, ou 50%, dos brasileiros cadastrados em Shizuoka como trabalhadores estão atuando no setor manufatureiro e 5.242, ou 35%, no setor de serviços.

Com relação ao tipo de visto, 7,8 mil possuem o permanente e 5 mil o de longa duração. Entre as empresas contratantes na província, a maioria, ou 56%, têm até 30 funcionários.

Os dados mostram também que a mão de obra brasileira em Shizuoka creceu 1,38% em relação a 2014. Dos 40 mil trabalhadores estrangeiros cadastrados em toda a província, 36,7% são brasileiros. É o maior número seguido dos filipinos e chineses.

Conforme dados do Ministério da Justiça do Japão, residem 25,5 mil brasileiros em Shizuoka, sendo a segunda província em concentração de brasileiros depois de Aichi.

Número de trabalhadores brasileiros em Shizuoka
(segundo dados da Secretaria do Trabalho da província)

2015: 14.833 (4.727 efetivos e 10.106 temporários)
2014: 14.627 (4.465 efetivos e 10.162 temporários)
2013: 15.576 (4.800 efetivos e 10.776 temporários)
Fonte: Alternativa

Sony anuncia que vai vender negócio de produção de baterias para Murata

Posted in Japão, Sony with tags on 29 de julho de 2016 by vistoconsular
Companhia disse que pode registrar perdas pela venda, mas que elas não refletirão na perspectiva de lucros

sonyA Sony disse na quinta-feira que aceitou vender uma parte de seu negócio de baterias para a Murata, à medida que a gigante dos eletrônicos reage à redução na demanda por smartphones.

O anúncio ocorre no momento em que a Sony vem lucrando com a expansão do seu negócio de jogos com o lançamento em breve de seu equipamento de realidade virtual, enquanto planeja retornar à indústria de robótica após abandonar o setor há uma década.

Em declaração conjunta, a Sony disse que o acordo envolve a venda do negócio de baterias da sua subsidiária Sony Energy Devices, que fabrica baterias de polímero litío-íon para smartphones, tablets e câmeras digitais, e baterias recarregáveis de lítio-íon.

A Murata disse que a compra das operações de bateria da Sony daria à companhia uma ponta no mercado de comunicações, e que a ajudaria a expandir nos mercados automotivo, de saúde e energia.

A Sony disse que pode registrar perdas pela venda, mas que elas não refletirão na perspectiva de lucros a ser anunciada nesta sexta-feira. A companhia disse que espera concluir o acordo por volta de março de 2017.
Fonte: Alternativa

Produção de automóveis no Japão aumenta em maio

Posted in montadoras japonesas, Notícias, produção de veículos, Toyota with tags on 1 de julho de 2016 by vistoconsular

producao industrialA produção doméstica de automóveis no Japão aumentou em maio pela primeira vez em 2 meses. Vendas vigorosas de novos modelos foram a chave para a melhora.

Relatórios de 8 grandes montadoras mostram que suas produções combinadas totalizaram mais de 620.000 unidades, representando uma alta de 2,4% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Quatro empresas, incluindo a Toyota, produziram mais veículos. Entretanto, 4 outras montadoras reportaram quedas, incluindo a Mitsubishi Motors, que suspendeu a produção de mini veículos devido ao escândalo de manipulação em testes de consumo de combustível.
Fonte: Portal Mie com NHK

Panasonic deixará de produzir telas de LCD para TV, diz jornal

Posted in Panasonic with tags , , on 31 de maio de 2016 by vistoconsular

Fábrica continuará aberta e produzirá componentes para dispositivos médicos

PanasonicA Panasonic pretende interromper a produção de telas de LCD para televisões em sua fábrica em Hyogo até o fim de setembro, disse na segunda-feira o jornal Nikkei.

A fábrica de Himeji da Panasonic emprega cerca de 1 mil funcionários, incluindo prestadores de serviços. A empresa planeja realocar centenas de trabalhadores em instalações para a produção de baterias para veículos, informou o Nikkei.

Segundo a publicação, embora a companhia esteja buscando reduzir em aproximadamente 75 por cento o volume total de produção da fábrica de Himeji, a unidade continuará aberta e produzirá componentes para dispositivos médicos, monitores para carros e outras peças, mas não partes de televisores.
Fonte: Alternativa