Apenas 17% das empresas vão aumentar os salários como pede Abe

Pesquisa mostra pouca ousadia nas grandes empresas do país

Apenas 17% das grandes empresas japonesas planejam aumentar os salários no próximo ano fiscalApenas 17% das grandes empresas japonesas planejam aumentar os salários no próximo ano fiscal, que se inicia em abril, apesar dos apelos do Governo que procura um aumento dos vencimentos para que o consumo não caia e prejudique a tímida reação da economia interna do país.

Uma sondagem publicada hoje pela agência Kyodo mostra que 18 das 104 empresas entrevistadas pensam incluir uma atualização salarial, com 71% que acreditam no crescimento da economia japonesa em 2014.

Realizada durante a primeira quinzena de dezembro, a sondagem revela que a maioria das grandes empresas do país mostra-se cautelosa perante as subidas salariais propostas pelo Governo do primeiro-ministro, Shinzo Abe.

Apenas uma empresa disse que o seu plano para 2014 passa antes por reduzir o salário dos seus funcionários.Relativamente ao estado da economia japonesa, 101 empresas indicaram que se vive uma "tendência de crescimento", contudo, reconheceram estar preocupadas com o impacto negativo que a subida do imposto sobre o consumo pode implicar.

Quase 40% das empresas reconhecem temer que se verifique uma queda nas vendas devido a uma redução do poder de compra dos consumidores.
Fonte: IPC Digital

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: