Seven-Eleven Japan encerrará operações 24 horas em algumas lojas

Encerramento de operações 24 horas em alguns estabelecimentos para endereçar uma escassez de mão de obra
seven eleven
A Seven-Eleven Japan disse na segunda-feira (21) que encerrará operações 24 horas em alguns estabelecimentos, tornado-se a primeira grande operadora de rede de lojas de conveniência a reduzir o funcionamento desse tipo para endereçar uma escassez de mão de obra.

Oito lojas começarão a reduzir as horas operacionais a partir de 1º de novembro enquanto acham cada vez mais difícil encontrar pessoal para trabalhar no turno da noite.

Lojas adicionais também podem reduzir suas horas de funcionamento, reunindo cerca de 200 estabelecimentos, de um total de 21.000 a nível nacional, que estão atualmente tentando reduzir horas em caráter experimental.

“Conversaremos com donos de lojas em linha com nossas novas diretrizes. Eles tomarão uma decisão final” sobre se reduzir as horas de operação, disse o presidente da Seven-Eleven Fumihiko Nagamatsu em um comunicado de imprensa.

“Uma operação 24 horas é preferível se há necessidade por parte dos clientes. Mas algumas lojas não podem fazer isso, mesmo querendo, devido à escassez de pessoal”, disse ele.

A maior operadora de rede de lojas de conveniência do Japão em número de estabelecimentos introduziu o negócio 24 horas em 1975. As operações sem descanso também são destinadas a melhorar a eficiência ao permitir coisas como reestocar prateleiras durante o período noturno, disse.

Entretanto, a Seven-Eleven Japan decidiu tentar reduzir as horas operacionais após um dono de franqueada em Osaka ter despertado controvérsia, dizendo que reduziu as horas de funcionamento em sua loja sem ter aprovação da operada da franquia por causa de falta de pessoal.

Dentre outras grandes redes de lojas de conveniência, a FamilyMart disse que 612 lojas, ou 3,7% de total de suas franqueadas, também estão tentando reduzir as horas em caráter experimental.

Um porta-voz da FamilyMart disse que empresa decidirá se encerrará as operações 24 horas após o término desse período experimental.

A Lawson disse que cerca de 100 de suas lojas atualmente não funcionam no período noturno, já que contratos com donos de franquias não exigem que elas fiquem abertas 24 horas. Mesmo assim, para mitigar a escassez de pessoal, a empresa decidiu fechar cerca de 100 lojas no dia de Ano Novo de 2020.

A escassez de mão de obra representa uma séria ameaça a outras indústrias, incluindo restaurantes, construção e enfermagem, enquanto a população japonesa envelhece rapidamente.

A força de trabalho do Japão deve diminuir 20 por cento em 2040 a partir dos níveis de 2017 devido a um declínio populacional, mas isso poderia ser mitigado com mais mulheres e idosos se juntando ao mercado de trabalho, mostrou um estudo do governo realizado no início deste ano.

O Japão iniciou um novo sistema de visto em abril para trazer mais trabalhadores estrangeiros a fim de ajudar as indústrias que estão enfrentando dificuldades com uma grave escassez de mão de obra.
Fonte: Portal Mie com Mainichi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: