Archive for the Banco do Japão Category

A falta de mão de obra no Japão é a maior em 25 anos, mostra pesquisa Tankan

Posted in Banco do Japão, Notícias with tags on 4 de julho de 2017 by vistoconsular

Setores mais afetados são os de entrega de encomendas e restaurantes

falta mao de obra
Uma pesquisa realizada pelo banco central do Japão mostra que a falta de mão de obra no país é a maior em 25 anos, divulgou a NHK.

O Banco do Japão apresentou na segunda-feira (3) os resultados de sua pesquisa Tankan, realizada trimestralmente. Cerca de 11 empresas foram entrevistadas para saber se elas têm um número suficiente de trabalhadores.

O índice para todas as empresas situou-se a menos 25 pontos, inalterado da pesquisa anterior realizada há 3 meses.

Um número negativo indica escassez de mão de obra, sendo a diferença na proporção entre as empresas que reportam níveis excessivos de funcionários e aquelas que dizem precisar de mais trabalhadores.

O índice para grandes empresas caiu em 1 ponto para menos 16. Firmas menores viram 1 ponto de aumento, mas seus números totais se mantêm altos, a menos 27.

A escassez de mão de obra afeta principalmente as empresas de entrega de encomendas, restaurantes e varejistas.

Além disso, o encolhimento populacional está tornando a situação ainda mais difícil para que as empresas encontrem soluções que resolvam a falta de mão de obra.
Fonte: Portal Mie com NHK

Anúncios

BC do Japão melhora avaliação sobre economias regionais do país

Posted in Banco do Japão, economia do Japão, Notícias with tags on 17 de janeiro de 2017 by vistoconsular

Visão do banco central reflete uma aceleração do consumo privado

economia-regionais
O banco central do Japão melhorou sua avaliação econômica para três das nove regiões do país em um relatório trimestral divulgado nesta segunda-feira, afirmando que a maioria das áreas está apresentando uma recuperação econômica moderada.

A melhora reflete uma aceleração do consumo privado e da demanda de economias da Ásia emergente, destacando perspectivas mais favoráveis para a terceira maior economia do mundo.

O Banco do Japão deixou inalterada sua avaliação para as seis regiões restantes.

“A economia do Japão continua a se recuperar moderadamente como tendência e deve expandir moderadamente à frente”, disse o presidente do banco central, Haruhiko Kuroda, em uma reunião trimestral dos diretores dos braços regionais da entidade nesta segunda-feira.

Foi a primeira vez em sete trimestres que o Banco do Japão melhorou sua avaliação para tantas regiões, indicando a crescente convicção de que a recuperação do Japão está ganhando força.
Fonte: Alternativa com Reuters

Governo do Japão mantém avaliação econômica positiva em dezembro

Posted in Banco do Japão, economia do Japão, governo japonês with tags on 22 de dezembro de 2015 by vistoconsular

"A economia está em uma tendência de recuperação gradual", cita relatório

bancodojapaoO governo do Japão deixou inalterada sua avaliação econômica em dezembro após dados revisados mostrarem que a economia evitou a recessão no último trimestre devido ao aumento dos investimentos.

O governo também manteve a avaliação de que os gastos do consumidor seguem estáveis e que os lucros corporativos estão melhorando devido ao fortalecimento da demanda doméstica.

"A economia está em uma tendência de recuperação gradual, mas há alguns bolsões de fraqueza", disse o Escritório do Gabinete em seu relatório econômico mensal nesta segunda-feira.

O governo manteve a avaliação pessimista sobre as exportações, dizendo que os embarques são fracos devido à desaceleração econômica da China e a preocupações com os mercados emergentes.

A produção industrial enfraqueceu recentemente, inalterada ante o mês passado, segundo o governo.
Fonte: Alternativa com Reuters

Banco Central do Japão diz que desaceleração da China não vai prejudicar exportações

Posted in Banco do Japão, economia do Japão with tags on 27 de agosto de 2015 by vistoconsular

A China vai manter crescimento de 6 a 7%, prevê a autoridade monetária

Haruhiko KurodaA desaceleração econômica da China não deve prejudicar muito as exportações do Japão nos próximos anos, e a queda dos preços do petróleo não vai impedir que o banco central japonês atinja sua meta de inflação, disse nesta quinta-feira o presidente do Banco do Japão, Haruhiko Kuroda.

Ele afirmou que a economia da China deve desacelerar, mas projetou que o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) permanecerá entre 6 e 7 por cento neste ano e no próximo.

"As exportações para a China já têm sido afetadas, mas não acredito que as exportações do Japão nos próximos anos serão (muito) negativamente afetadas", disse ele em seminário em Nova York.

Isso "parcialmente porque a China vai manter crescimento de 6 a 7 por cento, e os bens de capital japoneses são… bastante competitivos", acrescentou.

Kuroda disse que o afrouxamento monetário na China é uma medida apropriada para mitigar qualquer impacto sobre sua economia, acrescentando que alguns agentes do mercado ficaram "pessimistas demais" sobre a economia chinesa, levando em conta que o crescimento "ainda é bastante robusto".
Fonte: Alternativa
www.shigoto.com.br
trabalho no japao, emprego, visto e passagem para o japao

Banco do Japão mantém política monetária e visão otimista

Posted in Banco do Japão, economia do Japão with tags on 4 de setembro de 2014 by vistoconsular

Banco Central sinaliza confiança de que pode cumprir a meta de inflação de 2 por cento sem estímulo monetário adicional

banco-central-japaoO Banco Central do Japão manteve a política monetária e sua visão otimista da economia nesta quinta-feira, sinalizando confiança de que pode cumprir a meta de inflação de 2% sem estímulo monetário adicional.

Como esperado, o BC votou por unanimidade para manter sua promessa de elevar a base monetária, ou dinheiro e depósitos no banco central, a um ritmo anual de 60-70 trilhões de ienes (572-667 bilhões de dólares) através de compras de títulos do governos e ativos de risco.

"A economia do Japão continua a se recuperar moderadamente como tendência", embora os efeitos do aumento do imposto sobre vendas de abril possa ser observado, disse o BC em comunicado divulgado após a reunião, mantendo sua avaliação do mês passado.

O BC japonês tem mantido a política monetária desde que lançou um forte estímulo em abril do ano passado, quando prometeu dobrar a base monetária através de agressivas compras de ativos para alcançar sua meta de inflação de 2 por cento em cerca de dois anos.
Fonte: Exame com Reuters

Banco Central do Japão mantém política monetária e reduz estimativas

Posted in Banco do Japão, economia do Japão with tags on 15 de julho de 2014 by vistoconsular

BC reduziu ligeiramente sua estimativa de crescimento econômico para o atual ano fiscal

Banco Central do Japão reduziu ligeiramente sua estimativa de crescimento econômico para o atual ano fiscalO banco central do Japão manteve a política monetária nesta terça-feira (15) e reduziu ligeiramente sua estimativa de crescimento econômico para o atual ano fiscal, refletindo exportações menores e uma queda maior do que o esperado nos gastos das famílias após o aumento do imposto sobre vendas em abril.

Em uma revisão trimestral de suas estimativas de longo prazo, o BC manteve sua projeção de que a inflação ao consumidor vai gradualmente acelerar na direção da meta de 2 por cento no próximo ano.

Como esperado, o BC votou por unanimidade para manter sua promessa de elevar a base monetária, ou dinheiro e depósitos no banco central, a um ritmo anual de 60 trilhões a 70 trilhões de ienes (592-691 bilhões de dólares).

O banco central tem mantido a política monetária desde que lançou um forte estímulo em abril do ano passado, quando prometeu dobrar a base monetária através de agressivas compras de ativos para alcançar sua meta de inflação de 2 por cento em cerca de dois anos.
Fonte: Exame com Reuters

Produção industrial do Japão subirá em 2014, diz Banco do Japão

Posted in Banco do Japão, economia do Japão, Produção industrial do Japão with tags , on 25 de dezembro de 2013 by vistoconsular

Banco do Japão (BoJ)O Banco do Japão (BoJ), na sigla em inglês) demonstrou otimismo em relação á produção industrial e às exportações no primeiro trimestre de 2014, indicando que a economia japonesa deve ganhar força nos próximos meses. O BoJ publicou há pouco o seu relatório econômico mensal.

"No primeiro trimestre, a produção industrial deve avançar diante da recuperação moderada da economia doméstica e internacional", explicou o BoJ.

Além disso, o banco central revelou que a melhora da demanda antes do aumento do imposto sobre vendas deve impulsionar a produção industrial no quarto trimestre deste ano e entre janeiro e abril de 2014.

"O consumo privado e os investimentos em habitação, embora com algumas oscilações, devem permanecer resistentes, apoiados principalmente pela melhoria da situação do emprego e da renda", disse o BoJ.

Os membros do BoJ estarão atentos a qualquer fraqueza que o consumo apresente após o aumento do imposto sobre vendas que passará de 5% para 8% a partir de abril do ano que vem.

Além disso, o banco central japonês acredita que as exportações devem aumentar moderadamente diante da retomada das economias no exterior.

O BoJ também observou que a recuperação das exportações e do investimento de capital são importantes para que a economia do Japão acelere o ritmo de crescimento.

Na atual conjuntura econômica, o BoJ manteve o ponto de vista apresentado em novembro de que "a economia do Japão está se recuperando moderadamente." O banco central porém vislumbra dificuldades antes e depois do aumento do imposto sobre vendas. Fonte: O Estado de S. Paulo com Market News International