Archive for the Japão Category

Processo seletivo para contratação temporária no Consulado-Geral de Nagoia

Posted in Japão, trabalho no japao with tags , , , on 25 de abril de 2019 by vistoconsular

Processo seletivo para a contratação temporária, por 90 dias, de Auxiliar Administrativo (AA) para a Chancelaria

auxiliar administrativo
O Consulado-Geral do Brasil em Nagoia torna pública a realização de processo seletivo para a contratação temporária, por 90 (noventa) dias, de Auxiliar Administrativo (AA) para a Chancelaria, para início das atividades na data provável de 1º de agosto de 2019.

O Auxiliar Administrativo é o funcionário contratado no Japão pelo Consulado-Geral do Brasil em Nagoia, conforme as leis trabalhistas locais, para desempenhar atividades de natureza administrativa a nível médio nas diferentes áreas de atuação do posto.

As relações trabalhistas do auxiliar Local com o Consulado-Geral do Brasil em Nagoia são regidas exclusivamente pela legislação trabalhista do Japão.

Prazo para inscrição: até as 17h do dia 17 de maio de 2019.

Clique aqui para acessar o edital completo.
Fonte: Portal Mie

Anúncios

Nova regra no Japão prevê multa à empresa que não obrigar funcionário a tirar férias remuneradas

Posted in empresas japonesas, Japão, Notícias with tags , on 4 de março de 2019 by vistoconsular

A multa pode chegar a ¥300 mil pelo não cumprimento dessa nova regra

sistema de férias
A partir de abril, entram em vigor no Japão novas regras relacionadas ao sistema de férias remuneradas (nenji yuukyuu kyuuka / 年次有給休暇) e as empresas que não obrigarem seus funcionários a tirar o benefício poderão ser multadas.

Pelas novas regras que começam a vigorar em 1º de abril, o empregador será obrigado a pedir ao funcionário para tirar férias remuneradas de cinco dias ou mais por ano, caso ele tenha direito ao benefício.

Atualmente, o trabalhador precisa fazer o pedido e muitas empresas não avisam o funcionário dos seus direitos.

Ou seja, o empregador será obrigado a dar as férias, mesmo que o funcionário não faça a solicitação.

Segundo o advogado Nobuharu Nishikawa, do Serviço de Consultas Jurídicas de Osaka, a multa pode chegar a ¥300 mil pelo não cumprimento dessa nova regra.

Mas a empresa também pode ser processada e seus responsáveis presos pela já existente Lei de Normas Trabalhistas, caso se recuse a conceder o benefício aos funcionários que fizeram o pedido, o que configura uma infração.

As férias remuneradas de no mínimo 10 dias por ano são um direito que todos os trabalhadores têm, mas nem todas as empresas concedem por diversos fatores, como falta de mão de obra ou porque os próprios funcionários não fazem a solicitação.

O benefício é concedido a partir de seis meses de trabalho e todos os empregados com mais 80% de frequência possuem direito ao descanso de 10 dias, período que vai aumentando um dia por ano até chegar ao limite de 20 dias.

As férias caducam em dois anos. Por exemplo, o benefício de 2018 perde a validade se o trabalhador não descansar até 2020.

Os japoneses aproveitam apenas 50% das férias remuneradas e estão abaixo de todos os 19 países consultados em uma pesquisa divulgada no ano passado pelo site de viagens Expedia Japan.
Fonte: Alternativa

Japão vai proibir uso de seguro de saúde por dependentes que não moram no país

Posted in governo japonês, Japão, Notícias with tags , on 7 de novembro de 2018 by vistoconsular

Intenção é evitar o uso abusivo do sistema principalmente por estrangeiros

seguro saude
O governo japonês vai rever o sistema de seguro de saúde do país, aplicando regras mais rigorosas para sua cobertura, a fim de evitar o uso abusivo principalmente por estrangeiros, informou o jornal Mainichi na terça-feira (6) com base em fontes próximas ao assunto.

A medida surge no momento em que o governo se prepara para aceitar mais trabalhadores estrangeiros no Japão, onde a população está envelhecendo rapidamente.

A revisão planejada visa bloquear o uso do sistema de seguro por estrangeiros que nunca viveram no Japão, incluindo os parentes de trabalhadores inscritos no benefício.

O seguro, que cobre despesas médicas não apenas de trabalhadores, mas também de seus familiares, atualmente não exige que os dependentes, apoiados financeiramente pelos trabalhadores, morem no Japão.

Casos foram relatados em que parentes não residentes tiveram suas despesas médicas em outros países reembolsadas pelo sistema japonês, disseram as fontes.

Da mesma forma, os parentes dos trabalhadores japoneses também serão obrigados a morar no Japão a fim de serem cobertos pelo sistema após a revisão.

O governo está planejando enviar projetos para o Parlamento no próximo ano com a revisão dos itens mais relevantes.

Para aceitar mais operários estrangeiros a partir de abril de 2019, o governo apresentou na semana passada um projeto de lei que revisa a lei de imigração.

Mas é improvável que as leis de seguro de saúde sejam revisadas e aprovadas a tempo, disseram as fontes.
Fonte: Alternativa

Chanceler do Japão diz que “todos serão bem-vindos para trabalhar no país”

Posted in Japão, Notícias with tags , , on 14 de setembro de 2018 by vistoconsular

“É bom ter diversidade. É bom ter uma política aberta”, afirmou Taro KonoTaro KonoO Japão está se preparando para aceitar mais trabalhadores estrangeiros, já que sua população está à beira de um forte declínio, disse o ministro das Relações Exteriores, Taro Kono, na quinta-feira.

Kono disse em um encontro do Fórum Econômico Mundial em Hanói, no Vietnã, que o Japão ganha “valor agregado” ao aceitar estrangeiros, especialmente porque o envelhecimento da população e a baixa taxa de natalidade significa que o país está encolhendo meio milhão de pessoas por ano.

“Não podemos sustentar nossa sociedade assim”, disse ele em resposta a uma pergunta durante um painel de discussão. “Estamos abrindo o nosso país. Estamos abrindo nosso mercado de trabalho para países estrangeiros. Agora estamos tentando criar uma nova política de permissão de trabalho, então acho que todos serão bem-vindos no Japão se quiserem se integrar à sociedade japonesa.”

Tradicionalmente, o Japão tem resistido a aceitar trabalhadores imigrantes, às vezes facilitando tais restrições, mas depois as reimpondo durante crises econômicas. Muitos japoneses sentem-se desconfortáveis ​​com pessoas de fora que podem não falar sua língua ou se conformar às expectativas de como se comportar.

Ainda assim, existem milhões de estrangeiros que vivem no Japão, incluindo aqueles que trabalham em programas relacionados a treinamento técnico ou estágio de curta duração em restaurantes, construção civil e cuidados a idosos.

O país vem gradualmente afrouxando as restrições para permitir que as famílias contratem empregadas domésticas estrangeiras. Também tem programas curtos para trazer cuidadores de idosos da Indonésia e outros países. Mas os requisitos de idioma dificultaram o emprego a longo prazo em tais trabalhos.

Kono citou estrelas do esporte, incluindo a tenista Naomi Osaka, filha de uma mãe japonesa e de um pai haitiano, como exemplo dos benefícios de receber pessoas de fora. Osaka, que nasceu no Japão, mas cresceu nos Estados Unidos, está sendo elogiada pelos japoneses como a primeira representante do país a ganhar um título de tênis do Grand Slam.

“É bom ter diversidade. É bom ter uma política aberta”, disse Kono.
Fonte: Alternativa

Tufão n.º 21: comércio e indústria suspendem atividades

Posted in Japão, Notícias with tags , , , , , , , , , , , , , , , on 4 de setembro de 2018 by vistoconsular

Diversas indústrias do Japão pararam a produção e deram folga aos funcionários para a segurança deles, por conta do tufão Jebi

Jebi tufão
Com a aproximação do tufão 21, muitas indústrias pararam a produção para garantir a segurança dos funcionários. Mas também porque era arriscado saírem de casa para ir até o local de trabalho.

Entre elas, segundo a NHK, a Toyota Motor deverá parar a partir da tarde de terça-feira (4), nas 11 fábricas da província de Aichi.

Além disso, a Honda também suspendeu a operação na sua unidade de Suzuka (Mie). Outra indústria do segmento é a Daihatsu que parou a produção das plantas de Ikeda (Osaka), Oyamazaki (Quioto) e Ryuo (Shiga).

A fabricante Mitsubishi Electric suspendeu a operação de 10 plantas, de Hyogo e Wakayama.

A Panasonic e Canon também interromperam a produção em Kusatsu (Shiga). A Sharp de Yao (Osaka), da mesma forma, suspendeu a operação.

As lojas de departamento de Shikoku e Kansai deixaram um aviso nas portas por causa do tufão.
Fonte: Portal Mie com NHK

Mercado de trabalho no Japão continua apertado

Posted in Japão, Notícias with tags , , , on 1 de agosto de 2018 by vistoconsular

Na semana passada, Shinzo Abe anunciou planos para aceitar mais trabalhadores do exterior ao criar uma nova categoria de visto

desemprego hotel
A taxa de desemprego no Japão subiu em junho, mas continuou perto do nível mais baixo em um quarto de século enquanto o país enfrenta uma severa escassez de mão de obra, mostraram dados do governo na terça-feira (31).

De acordo com o Ministério de Assuntos Internos e Comunicações, a taxa nacional de desemprego situou-se a 2,4%, alta dos 2,2% do mês anterior, devido a um aumento do número de pessoas que deixou seus trabalhos para encontrar outro melhor.

Do número ajustado sazonalmente de 1,66 milhão de pessoas que estavam desempregadas, 700 mil deixaram seus empregos voluntariamente, enquanto 430 mil foram involuntariamente e 360 mil eram pessoas buscando novos postos de trabalho.

Dados separados do Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar mostraram que a disponibilidade de trabalho teve uma nova alta em 44 anos. A proporção de empregos para aqueles em busca de um situou-se a 1.62, alta de 1.60 em maio. O índice significa que 162 vagas estavam disponíveis para cada 100 candidatos.

Na semana passada, o primeiro-ministro Shinzo Abe anunciou planos para aceitar mais trabalhadores do exterior, com início em abril do ano que vem, ao criar uma nova categoria de visto, uma medida que visa fornecer mão de obra a indústrias como hotéis e agricultura.

O Banco do Japão espera que as condições de mercado de trabalho apertado se traduzam em salários maiores e aumentem os gastos do consumidor e a inflação na direção de sua meta de 2%, embora o progresso tenha estado lento nessa frente.

A contar de junho, o Japão tinha 66.32 milhões de trabalhadores em uma base ajustada sazonalmente, 410 mil, ou 0,6% menos em comparação ao mês anterior. A taxa de desemprego para homens foi de 2,6% enquanto aquela para mulheres situou-se a 2,2%.
Fonte: Portal Mie com Mainichi

Mazda e Daihatsu paralisam atividades em fábricas por conta das fortes chuvas

Posted in Japão, Notícias with tags , , , , on 9 de julho de 2018 by vistoconsular

Fábricas de grandes montadoras de automóveis estão paralisando a sua produção no oeste do Japão devido à influência das fortes chuvas

mazda

As montadoras Mazda e Daihatsu anunciaram a paralisação da produção em fábricas no oeste do Japão nos dias 9 e 10 de julho. A Mazda manterá fechada a sua sede em Fuchu (Hiroshima) e a unidade de Hofu (Yamaguchi) em decorrência do clima instável na região.

A decisão da marca já havia sido tomada no dia 7 de julho, quando as operações foram interrompidas por conta das dificuldades de transporte e dos problemas de logística, que impediam a chegada de matérias-primas para a fábrica. A Mazda não confirmou se as operações voltarão ou se manterão inativas após o dia 10.

Já a Daihatsu foi mais longe e não acionará as máquinas de produção em sua sede localizada em Ikeda (Osaka), além de três outras fábricas localizadas em Shiga, Kyoto e Kyushu. A empresa informou que não houve danos materiais e humanos em decorrência das chuvas, mas que a situação caótica no resto do país afeta os planos da empresa, sobretudo, do ponto de vista logístico.

Espera-se que a Daihatsu também fique paralisada no dia 10, porém a empresa decidiu reunir os seus diretores para tomar uma decisão final, que sai agora a noite (09/07).
Fonte: IPC Digital com Jiji.com

%d blogueiros gostam disto: