Archive for the produção de veículos Category

Toyota estende paralisação de fábricas na China; coronavírus afeta fornecimento de peças

Posted in Notícias, produção de veículos, Toyota with tags , on 7 de fevereiro de 2020 by vistoconsular

As peças fabricadas na China são usadas em milhões de veículos montados em outros lugares

Toyota Motor
A Toyota Motor disse nesta sexta-feira (7) que a produção em todas as suas fábricas na China permanecerá suspensa até 16 de fevereiro, juntando-se a um número crescente de montadoras que enfrentam interrupções devido a problemas na cadeia de suprimentos à medida que o coronavírus se espalha.

A montadora japonesa, que opera 12 fábricas de veículos e componentes na China, disse que estenderia a paralisação “depois de considerar vários fatores, incluindo diretrizes dos governos locais e regionais, fornecimento de peças e logística.

“Para a semana de 10 de fevereiro, estaremos nos preparando para o retorno à operação normal a partir de 17 de fevereiro”, afirmou a Toyota em comunicado.

A decisão amplia os planos iniciais da Toyota de suspender as operações até domingo e ocorre quando a ameaça da crise do coronavírus se aproxima da indústria automobilística global.

Um número crescente de fabricantes de automóveis está sinalizando a possibilidade de que suas operações globais sejam prejudicadas se não puderem acessar suprimentos de peças da China, onde existem proibições de transporte para impedir a propagação do vírus.

A Fiat Chrysler Automobiles disse na quinta-feira que uma de suas fábricas europeias pode fechar em duas a quatro semanas se os fornecedores de peças chineses não puderem voltar a trabalhar em breve, enquanto a Hyundai Motor suspendeu no início desta semana a produção de suas fábricas na Coreia do Sul devido à escassez de peças fabricadas na China.

As peças fabricadas na China são usadas em milhões de veículos montados em outros lugares, e a província de Hubei, na China – o epicentro do surto de coronavírus – é um importante centro de produção e transporte de autopeças.

Para limitar a propagação do vírus, as autoridades chinesas anunciaram um período prolongado de férias em Hubei e em outras 10 províncias, responsáveis ​​por mais de dois terços da produção de veículos do país.

O fechamento da fábrica da IHS Automotive até 10 de fevereiro resultaria em um corte de 7% na produção de veículos na China no primeiro trimestre.

Em uma nota, seus analistas disseram que o fechamento prolongado até março pode resultar na perda de produção de mais de 1,7 milhão de veículos no período, um declínio de aproximadamente um terço das expectativas de produção antes do surto.

“Se a situação persistir em meados de março, e as fábricas em províncias adjacentes também ficarem ociosas, a interrupção na cadeia de suprimentos em toda a China causada pela escassez de peças em Hubei, um importante centro de componentes, pode ter um impacto abrangente”, disseram eles.

Outros especialistas do setor disseram que os fornecedores deixaram peças no estoque antes do longo feriado do Ano Novo Lunar, no final de janeiro. Isso começará a acabar se as fábricas não puderem voltar ao trabalho na próxima semana ou se os voos da China permanecerem limitados.

A Toyota disse que suas fábricas fora da China estavam operando normalmente no momento.

Na quinta-feira, um funcionário da Toyota disse a repórteres que a montadora estava considerando a possibilidade de produzir peças comumente fabricadas na China em outras regiões, para minimizar o impacto das paradas em sua rede global de produção.
Fonte: Alternativa com Reuters

Toyota investirá R$ 1 bilhão no Brasil para produzir novo veículo

Posted in Notícias, produção de veículos, Toyota with tags on 20 de setembro de 2019 by vistoconsular

A empresa não deu detalhes sobre o modelo e a data de lançamento

toyota brasil
A Toyota do Brasil formalizou a intenção de investir R$ 1 bilhão em seu parque industrial de Sorocaba (SP). A unidade, inaugurada em 2012, que já produz os modelos Etios e Yaris, será responsável pela fabricação de um novo modelo no mercado brasileiro com previsão de comercialização em 2021.

A escolha de Sorocaba se deu pelo projeto inicial da unidade, que já previa a possibilidade de ampliação, além de facilidade logística dos fornecedores. Para iniciar a produção desse novo veículo, a Toyota prevê a contratação de 300 novos trabalhadores.

“O compromisso da Toyota com o desenvolvimento da indústria automotiva brasileira e com o Brasil só é possível com uma parceria forte entre os vários stakeholders da empresa. Esse anúncio de mais um investimento que fazemos no Brasil é o resultado do trabalho conjunto de nossos colaboradores, fornecedores, concessionários, sindicatos e o governo e reforça nossa visão de longo prazo no país”, disse Masahiro Inoue, CEO da Toyota para a América Latina e Caribe e chairman da Toyota do Brasil.

Detalhes sobre qual será o novo veículo, motorização e data exata de lançamento serão comunicados posteriormente.

“Este anúncio de mais um investimento representa uma Toyota mais forte no Brasil. Durante essa década, que significou tempos desafiadores para a economia e o setor automotivo, a Toyota permaneceu fiel ao seu compromisso de buscar o sorriso de seus clientes, crescendo de forma sustentável, buscando maior competitividade nos negócios e, fundamentalmente, contribuindo para o desenvolvimento das sociedades onde está inserida”, ressaltou Rafael Chang, presidente da Toyota do Brasil.

Sete anos em Sorocaba
Em agosto, a Toyota celebrou sete anos de sua fábrica de Sorocaba, a terceira unidade produtiva aberta no país. Fruto de um investimento inicial de US$ 600 milhões, a unidade é um marco nas operações da fabricante de veículos no Brasil, pois reúne atributos das plantas mais modernas da Toyota em todo o mundo.

Nesta curta história, a unidade da Toyota, que foi inaugurada para produzir 74 mil veículos por ano, recebeu investimentos adicionais de R$ 1 bilhão em janeiro de 2015 e hoje possui capacidade para fabricar 108 mil unidades anualmente.

Indiretamente, a planta de Sorocaba induziu novos investimentos no Brasil, seja da própria marca ou de fornecedores. O parque de fornecedores localizado ao lado do terreno da unidade abriga 11 empresas.

A Toyota, como resultado da boa performance de Sorocaba, decidiu construir sua planta de motores em Porto Feliz (SP), com investimento de R$ 580 milhões. Essa planta produz os motores 1.3 e 1.5 litro, VVT-i, que equipam o Etios e o Yaris e, desde o mês passado, também produz o novo motor 2.0L Dynamic Force que equipa o Novo Corolla 2020.

Esse novo anúncio é mais um na extensa lista de investimentos realizados pela montadora no Brasil. Com ele, a Toyota terá realizado nesta década um total de R$ 6,68 bilhões de investimentos no país.

Desde 2012, a empresa investiu na construção de duas fábricas – Sorocaba e Porto Feliz.

A Toyota também já ampliou essas duas unidades fabris, renovou sua unidade de São Bernardo do Campo, a primeira fora do Japão em todo o mundo, modernizou a fábrica de Indaiatuba (SP) e construiu um Centro de Distribuição em Suape (PE). Além disso, modernizou a unidade fabril de Indaiatuba para começar a produzir a 12ª segunda geração do Corolla, com significativa atualização tecnológica.
Fonte: Alternativa

Toyota e Suzuki fazem parceria para produção de carros elétricos

Posted in montadoras japonesas, produção de veículos, Suzuki, Toyota with tags on 21 de março de 2019 by vistoconsular

Tecnologias estão em rápida mudança na indústria automobilística global

Toyota Suzuki carros eletricos
A Toyota e a Suzuki disseram na quarta-feira (20) que planejam produzir veículos elétricos e carros compactos em parceria para melhor competir com as tecnologias em rápida mudança na indústria automobilística global.

O acordo sucede pacto inicial de pesquisa e desenvolvimento anunciado pelas montadoras japonesas em 2017, e resultará em mais veículos produzidos pela Suzuki para a Toyota, uma das maiores montadoras do mundo.

Embora a Suzuki seja muito menor, é uma força dominante no mercado indiano em rápido crescimento.

A Toyota é líder em tecnologia híbrida e está investindo pesadamente em direção autônoma, enquanto a Suzuki é especializada em carros compactos acessíveis. Muitas montadoras têm lutado para manter o ritmo de investimento em carros elétricos e autônomos.

Com o acordo mais recente, a Suzuki fornecerá sistemas híbridos a gasolina para carros vendidos em todo o mundo pela Toyota, que foi pioneira em veículos híbridos com o Prius há mais de 20 anos, disseram as companhias em comunicado conjunto.

Em troca, a Suzuki produzirá dois modelos compactos para a Toyota na Índia com base em seus modelos Ciaz e Ertiga.

A cooperação adicional com a Suzuki ajudará a Toyota a expandir sua presença na Índia, o quinto maior mercado de automóveis de passeio do mundo, onde tem lutado para aumentar as vendas devido à demanda baixa por seus modelos de baixo custo.

A Toyota é maior montadora do Japão, enquanto a Suzuki ocupa a quinta posição no mercado local.
Fonte: Alternativa com Reuters

Subaru com produção parada em Gunma

Posted in Gunma, Notícias, produção de veículos with tags , , , on 23 de janeiro de 2019 by vistoconsular

A montadora Subaru está com a produção suspensa em Gunma

subaru ota gunma
A única planta de veículos acabados da montadora Subaru, a Gunma Manufacturing, em Ota, está com a produção suspensa desde a noite de 16 deste mês.

Segundo a imprensa, ainda não há previsão de retorno da produção na planta que fabrica 9 modelos da montadora.

Foi encontrado um problema nas peças fornecidas por um outro fabricante. Ainda não foi encontrada a causa do problema e o fornecimento está parado. Isso já afetou a produção de mais de 10 mil unidades de veículos.

A montadora prevê atrasos na entrega de novos veículos encomendados pelos clientes.

Segundo o jornal Asahi o problema foi detectado na direção assistida elétrica, motor que ajuda na operação do volante. A montadora está com dificuldade de encontrar substitutos que atendam ao padrão de desempenho da própria Subaru imediatamente.

A empresa já informou que na quinta-feira a produção continua suspensa. E, sem perspectiva da retomada, apesar de ter como plano reiniciar em 28 da próxima semana.

A previsão de 1,03 milhão de unidades para 2019 deverá ficar comprometida, pois a planta de Gunma produziria 650 mil. Se a suspensão se prolongar o desempenho da montadora deverá ser afetado.

Nenhuma das fontes consultadas explicou sobre os funcionários e trabalhadores. Há cerca de 400 trabalhadores brasileiros na indústria.
Fonte: Portal Mie com Mainichi, Asahi e FNN

Produção de automóveis no Japão aumenta em maio

Posted in montadoras japonesas, Notícias, produção de veículos, Toyota with tags on 1 de julho de 2016 by vistoconsular

producao industrialA produção doméstica de automóveis no Japão aumentou em maio pela primeira vez em 2 meses. Vendas vigorosas de novos modelos foram a chave para a melhora.

Relatórios de 8 grandes montadoras mostram que suas produções combinadas totalizaram mais de 620.000 unidades, representando uma alta de 2,4% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Quatro empresas, incluindo a Toyota, produziram mais veículos. Entretanto, 4 outras montadoras reportaram quedas, incluindo a Mitsubishi Motors, que suspendeu a produção de mini veículos devido ao escândalo de manipulação em testes de consumo de combustível.
Fonte: Portal Mie com NHK

Toyota recebe 100 mil encomendas do novo Prius no primeiro mês de lançamento

Posted in produção de veículos, Toyota with tags on 20 de janeiro de 2016 by vistoconsular

toyota priusA Toyota informou nesta terça-feira (19) que recebeu mais de 100 mil encomendas da quarta geração do híbrido Prius, lançado no dia 9 de dezembro.

Segundo a agência Jiji Press, as encomendas do primeiro mês de lançamento representam 8 vezes a meta mensal da empresa, que é de 12 mil unidades.

Como o ritmo das encomendas ultrapassou a capacidade de produção, os prazos de entrega podem chegar a seis meses para as encomendas realizadas a partir de agora, informou a empresa.

Quando lançado, em 2009, o modelo da geração anterior atraiu cerca de 180 mil compradores no primeiro mês de vendas.
Fonte: IPC Digital

Subaru quer vender 40% a mais até 2017

Posted in Produção das montadoras japonesas, produção de veículos, Subaru with tags , on 16 de novembro de 2013 by vistoconsular

Plano da montadora depende do mercado norte-americano

Subaru quer vender 40% a mais até 2017

Subaru quer vender 40% a mais até 2017

A Fuji Heavy Industries pretende vender 40% a mais de veículos em todo o mundo por cerca até 2017, segundo declaração do presidente Yasuyuki Yoshinaga nesta quinta-feira (14) para o Nikkei.

A meta seria alcançar a marca de 1 milhão de unidades em vendas globais, para isso necessita vender cerca de 500 mil veículos nos Estados Unidos, querendo aproveitar o rápido crescimento da demanda no país, a fabricante Subaru inicialmente visa as vendas globais em 800.000 unidades no ano fiscal de 2013, o que supera o recorde do ano anterior 720.000 unidades.

Nos EUA, a empresa está desfrutando de boas vendas do Forester, seu veículo utilitário esportivo, as vendas deverão saltar de 24,9% para 420 mil unidades este ano. Para se preparar, a fabricante Subaru vai injetar bilhões de ienes para a contratação de novas máquinas mecânicas e melhorar o serviço nas concessionárias norte-americanas.

Os carros híbridos também figuram nos planos americanos da Fuji Heavy. O primeiro híbrido da Subaru, com um sistema proprietário , estreou no Japão em junho deste ano. Mas, como os EUA estão impondo várias exigências mais rigorosas sobre economia de combustível, a médio prazo a Fuji Heavy decidiu trabalhar com a Toyota para desenvolver um sistema mais eficiente.

Para o ano fiscal de 2016, a fábrica da Subaru de Indiana vai aumentar a capacidade de produção para 100 mil unidades. E também irá terminar em breve seu contrato de fabricação de 100.000 veículos com a Toyota nessa planta. Com todas as linhas dedicada aos modelos próprios da Fuji Heavy, a capacidade de fabricação nos EUA iria praticamente dobrar para 400 mil unidades.

Yoshinaga sugeriu que isso não mudaria a parceria com a Toyota em áreas como o desenvolvimento conjunto de carros esportivos.

No mercado asiático, a Fuji Heavy planeja começar a vender um novo modelo esportivo em 2014 e vai juntar-se com empresas locais para expandir sua rede de concessionárias na China e Sudeste Asiático.
Fonte: IPC Digital

%d blogueiros gostam disto: