Archive for the trabalho no japao Category

Cresce número de brasileiros com contrato de trabalho efetivo em Shizuoka

Posted in Japão, Shizuoka, trabalho no japao with tags , on 31 de agosto de 2016 by vistoconsular

Dados da Secretaria do Trabalho mostram que a mão de obra brasileira na província aumentou 1,38% em 2015

fabrica-autos-japanO número de trabalhadores brasileiros oficialmente registrados em Shizuoka e que possuem contrato de trabalho efetivo subiu 5,5% entre 2014 e 2015, informou a Secretaria do Trabalho da província em relatório sobre o setor que emprega mão de obra estrangeira.

Já os contratos de trabalho temporários para brasileiros caíram 0,6% no mesmo período, revelou a pesquisa.

Segundo o documento publicado, existem 14.833 brasileiros cadastrados como trabalhadores em Shizuoka, todos com contratos de trabalho assinados e registrados, sendo 4.727, ou 32%, efetivos e 10.106, ou 68%, temporários.

O total de brasileiros cadastrados como trabalhadores efetivos havia caído 6,9% entre 2013 e 2014, mas voltou a subir no ano passado. Em contrapartida, os brasileiros com contrato temporário caíram 6,2% entre 2013 e 2015 (veja quadro abaixo).

Ainda segundo os dados divulgados, 7.480, ou 50%, dos brasileiros cadastrados em Shizuoka como trabalhadores estão atuando no setor manufatureiro e 5.242, ou 35%, no setor de serviços.

Com relação ao tipo de visto, 7,8 mil possuem o permanente e 5 mil o de longa duração. Entre as empresas contratantes na província, a maioria, ou 56%, têm até 30 funcionários.

Os dados mostram também que a mão de obra brasileira em Shizuoka creceu 1,38% em relação a 2014. Dos 40 mil trabalhadores estrangeiros cadastrados em toda a província, 36,7% são brasileiros. É o maior número seguido dos filipinos e chineses.

Conforme dados do Ministério da Justiça do Japão, residem 25,5 mil brasileiros em Shizuoka, sendo a segunda província em concentração de brasileiros depois de Aichi.

Número de trabalhadores brasileiros em Shizuoka
(segundo dados da Secretaria do Trabalho da província)

2015: 14.833 (4.727 efetivos e 10.106 temporários)
2014: 14.627 (4.465 efetivos e 10.162 temporários)
2013: 15.576 (4.800 efetivos e 10.776 temporários)
Fonte: Alternativa

Índice de desemprego no Japão cai para 3,1%, o nível mais baixo em 20 anos

Posted in Emprego no Japao, trabalho no japao with tags on 27 de novembro de 2015 by vistoconsular

Há 124 vagas disponíveis para cada 100 pessoas que procuram emprego

emprego no japaoO índice de desemprego no Japão atingiu os patamares mais baixos dos últimos 20 anos. Em outubro, a taxa ficou em 3,1% e apresentou queda de 0,3 ponto com relação ao mês anterior, informou a emissora NHK nesta sexta-feira.

Não é de hoje que o desemprego vem caindo. A quantidade de pessoas sem emprego está em queda pelo 65º mês consecutivo, enquanto que o número de novos trabalhadores bate um recorde novo a cada mês, ao menos desde dezembro do último ano.

Em números, isto significa que há 64,3 milhões de pessoas com emprego efetivo no país. Em comparação a novembro do ano passado, o aumento foi de 420 mil pessoas.

Trabalhadores de meio período (arubaito) e pessoas contratadas por empreiteiras, que não são efetivas, tiveram aumento de 170 mil e somam atualmente quase 20 milhões de empregados.

Os desempregados somam um pouco mais de dois milhões de pessoas no país. Com relação ao mesmo período do último ano, 250 mil pessoas deixaram de fazer parte deste índice.

Vagas sobrando
O Ministério dos Negócios Internos e Comunicações garantiu que o mérito das taxas baixas é devido à oferta de emprego atual ser grande. “Há muitas vagas de emprego e pouca mão de obra para suprir as necessidades do mercado, o que acreditamos estar diretamente relacionado ao baixo índice de desemprego”, comentou um representante.

No mês de outubro, foi estimado que há 124 vagas de emprego disponíveis para cada 100 pessoas que procuram por um trabalho no Japão. A disponibilidade é a mais alta desde janeiro de 2002.

Segundo informações do Ministério do Trabalho, o índice ficou em 1,82 em Tóquio (182 vagas para 100 pessoas), 1,60 em Fukui e 1,58 em Gifu. Os índices mais baixos foram de 0,87 em Kagoshima,  0,89 em Okinawa e 0,91 em Saitama.
Fonte: Alternativa

Japão fecha maio com relação de 119 vagas de emprego para cada 100 candidatos

Posted in trabalho no japao with tags on 26 de junho de 2015 by vistoconsular

vaga-emprego_japaoEm maio, a relação entre vagas de trabalho disponíveis para candidatos que procuram emprego, chegou ao nível mais alto em quase três décadas, de acordo com dados sazonais divulgados pelo governo japonês.

No mês passado, havia uma média de 119 vagas para cada 100 candidatos, registrando um aumento em relação ao mês anterior (117), que foi o mais alto em 23 anos. A taxa de desemprego também caiu de 3,24%, em abril, para 3,32% em maio.

Segundo analistas do Financial Times, os bons números do mercado de trabalho do Japão são consequência de dois principais fatores: o agressivo estímulo financeiro do Banco Central do Japão – que mantém o iene artificialmente desvalorizado, incentivando as exportações – e a queda do número de pessoas ativas no mercado de trabalho devido ao envelhecimento populacional.

A oferta de trabalho no Japão está subindo desde 2009, quando o crise econômica mundial derrubou as exportações japonesas, fazendo com que a oferta de trabalho atingisse a relação de 45 vagas para cada 100 candidatos.
Fonte: IPC Digital
www.shigoto.com.br
trabalho no japao, emprego, visto e passagem para o japao

Japão aceitará mais helpers estrangeiros

Posted in governo japonês, Japão, trabalho no japao with tags , on 27 de janeiro de 2015 by vistoconsular

helper no Japão
O governo japonês adotará medidas para permitir que mais cuidadores estrangeiros possam trabalhar no país, informou nesta segunda-feira (26) a emissora NHK.

Um relatório divulgado na última semana revela que os serviços de enfermagem serão inseridos no programa de capacitação técnica que é oferecido às pessoas de países em desenvolvimento. O governo concederá o status de residente aos estrangeiros que se formarem a partir de instituições de ensino no Japão e obtiverem a licença de cuidador.

Embora exista demanda e o plano de aumentar as contratações de estrangeiros, o governo será cauteloso já que foram registradas irregularidades no programa de capacitação em setores como agricultura e manufatura. Por essa razão, será criado um novo órgão para supervisão e fiscalização.

As mudanças entrarão em vigor no próximo ano fiscal e o programa exigirá um certo nível de proficiência em japonês para os estrangeiros.
Fonte: IPC Digital
www.shigoto.com.br
trabalho no japao, emprego, visto e passagem para o japao

Brasileiros trabalham pesado como soldadores no Japão

Posted in Brasileiros no Japão, trabalho no japao with tags on 22 de dezembro de 2014 by vistoconsular

O programa Conexão Japão acompanhou a rotina de um grupo de soldadores formados por brasileiros e peruanos, eles fazem parte da tropa de elite da solda.

Eles vivem como ciganos, nunca tiveram trabalho fixo em uma cidade por mais de um ano, são profissionais da solda que buscaram as mais rigorosas especializações da prática. O grupo é requisitado em todo Japão para executar trabalhos que exigem sobretudo alta capacitação no quesito de soldador.


Fonte: IPC Digital

Taxa de desemprego é de 3,6% em março no Japão

Posted in Emprego no Japao, trabalho no japao with tags on 4 de maio de 2014 by vistoconsular

O resultado ficou em linha com a previsão dos analistas.

Taxa de desemprego no JapãoO resultado ficou em linha com a previsão dos analistas no Japão e permaneceu em 3,6% em março, no menor nível desde julho de 2007.

O número de pessoas ocupadas no Japão cresceu pelo décimo quinto mês consecutivo, com um aumento de 520 mil em relação ao mesmo período do ano anterior, acelerando-se sobre a adição de 410 mil em fevereiro, revela p Market News International.

A despesa de março caiu em setores como o de educação (-7,3%) ou o de despesas de gás, luz e água (-4,3%) enquanto disparou 23,7% no de residências e 11,8% em transporte e comunicação.

A despesa das famílias é um indicador considerado chave para avaliar a tendência do consumo privado, que no Japão representa cerca de 60% do Produto Interno Bruto (PIB).
Fonte: IPC Digital

Japão quer aumentar trabalhadores estrangeiros temporários para a construção

Posted in construção civil no Japão, governo japonês, trabalho no japao with tags on 4 de abril de 2014 by vistoconsular

Atualmente existem cerca de cinco milhões de trabalhadores no setor da construção, número que traduz uma quebra de 30% desde 1997

Japão quer aumentar trabalhadores estrangeiros temporários para a construçãoO Governo japonês aprovou hoje um plano para aumentar a entrada de trabalhadores estrangeiros temporários para a construção civil diante à falta de mão-de-obra no setor e perante os Jogos Olímpicos de Tóquio de 2020.

O plano vai alargar de três para cinco anos a duração das autorizações que permitem aos cidadãos, sobretudo de países emergentes, trabalhar no Japão temporariamente.

O programa, a ser aplicado entre 2015 e 2020, poderá permitir duplicar até 30 mil o número daqueles que entram legalmente no Japão para trabalhar no setor da construção, indica o Japan Times.

O Japão tem-se deparado ao longo da última década com uma diminuição significativa do número de operários da construção civil, situação que preocupa o Governo para a realização, em 2020, dos Jogos Olímpicos de Tóquio, e a continuação dos trabalhos de reconstrução do desastre de março de 2011.

Neste sentido, uma das estratégias passa por impulsionar a despesa em obras públicas, a qual caiu consideravelmente desde 2001.

Atualmente existem cerca de cinco milhões de trabalhadores no setor da construção, número que traduz uma quebra de 30% desde 1997.

Além disso, este setor vive a braços com o problema do rápido envelhecimento da força laboral do Japão, já que 30% tem idade igual ou superior a 55 anos, enquanto apenas 10% tem menos de 30 anos.

O Governo japonês não descarta a possibilidade de aplicar medidas idênticas para aumentar o número de trabalhadores estrangeiros temporários noutros setores como a indústria e a agricultura, que se deparam com problemas idênticos ao da construção.
Fonte: IPC Digital