Arquivo para Aichi

Toyota suspende horas extras e poderá interromper produção por uma semana no Japão

Posted in Toyota with tags , on 30 de janeiro de 2016 by vistoconsular

Explosão em fábrica de aço em Aichi atrasou fornecimento de um ferro especial

toyota japaoA fabricante de automóveis Toyota decidiu suspender as horas extras na próxima semana em todas as linhas de produção do Japão e cancelar o trabalho programado para sábado (6) em quatro fábricas na província de Aichi, informou o jornal Chunichi.

A empresa está analisando ainda a possibilidade de parar com todas as linhas de produção durante uma semana, a partir do dia 8 de fevereiro, segundo a emissora TBS.

A explosão que ocorreu em uma fábrica de aço em Tokai (Aichi) no dia 8 de janeiro é o principal motivo para as decisões. Um forno utilizado para derreter ferro teria explodido repentinamente e provocado ferimentos em quatro funcionários que estavam próximos.

O incidente provocou um atraso no abastecimento de um ferro especial que é utilizado na produção de peças dos veículos. A empresa Aichi Steel, responsável pela fábrica em que ocorreu a explosão, decidiu parar parte da produção temporariamente e anunciou que só irá se recuperar totalmente a partir de março.

Para a Toyota, os prejuízos na produção também poderão ser grandes. A empresa fabrica 13 mil automóveis por dia, em todas as linhas instaladas no Japão. O atraso na produção poderá afetar as metas da companhia, de acordo com a emissora TBS.
Fonte: Alternativa

Exame em português tem alto índice de reprovação nos primeiros meses

Posted in Carteira de motorista no Japão, Notícias with tags , , , , , , on 26 de junho de 2012 by vistoconsular

Apesar da facilidade de poder fazer a prova em português, mais de 87% dos candidatos em Mie reprovaram

Seis províncias já vinham aplicando provas teóricas em português: Aichi, Shizuoka, Mie, Toyama, Shimane e Fukui. Em Shiga, a prova em português começou a ser aplicada na sexta-feira, dia 22. O exame pode ser feito de segunda a sexta-feira, mas o candidato deve fazer a inscrição na delegacia da cidade onde mora antes de ir ao centro de trânsito. Apesar da facilidade de poder fazer a prova em português, a quantidade de reprovados é grande como mostram os números de Mie.

De acordo com Atsuo Nakanishi, funcionário do centro de provas de Mie, desde que o exame teórico começou a ser aplicado em abril até a semana passada, 427 pessoas fizeram a prova em português, mas apenas 53 foram aprovados. Ou seja, mais de 87% dos candidatos reprovaram.

Para Nakanishi, a falta de estudo é o principal fator para o grande número de reprovação. Ele aconselha que os candidatos adquiram mais conhecimento sobre as leis de trânsito para prestar o exame. O nível de dificuldade da prova é o mesmo das versões em japonês e inglês. Manoel Santos, diretor de uma auto-escola, alega que a maioria dos japoneses, que não enfrenta a barreira do idioma, frequenta aulas práticas e teóricas.

Por isso na opinião dele, os brasileiros que querem tirar a carteira precisam conhecer as regras e leis de trânsito. “Os latinos, não só os brasileiros em si, não se adaptaram e acostumaram com o sistema japonês, acho que por causa do índice de valor, custo. É muito alto, e acaba que eles acham que vir por conta no dept. de trânsito, esse valor vai baixar”, afirma.

Apesar de gastar mais, quem tem recorrido à ajuda de empresas não se arrepende, mesmo que não tenha sido aprovado. É o caso de Nina Suzuki, que na quarta tentativa não passou por um ponto. “Mesmo assim ainda agradeço porque é uma oportunidade pra gente que não sabe bem falar o idioma, e o português ainda dá pra levar. Mas ainda acho que estudando dá pra passar”, diz.

Na primeira tentativa, Lilian Sanaie foi reprovada também por um ponto na prova de quase 100 questões. “Você conseguiria fazer a prova sem estudar? Sem estudar não conseguiria, porque tem muita pergunta que deixa a gente em dúvida”, relata.

Outro fator apontado como uma das causas da repovação é a falta de leitura e contato com o português, o que acaba dificultando a interpretação das questões. Para complicar ainda mais, a candidata alega que as palavras não têm acentos e algumas vezes não estão de acordo com a regra gramatical.
Fonte: IPC Digital com JPTV

Nevasca paralisa 12 fábricas da Toyota

Posted in Notícias with tags , on 17 de janeiro de 2011 by vistoconsular

Turno a partir da 16h foi suspenso, mas montadora diz que produção não será afetada
A Toyota suspendeu nesta segunda-feira (17) o trabalho em 12 fábricas de Aichi por causa da forte nevasca. Muito funcionários não puderam chegar ao local de trabalho, além dos componentes que deixaram de ser entregues.
A suspensão começou por volta das 16h. Segundo o porta-voz da montadora, Paul Nolasco, as operações devem se normalizar na terça-feira (18). A suspensão não provocará nenhum impacto na produção, já que os veículos que não ficaram prontos hoje poderão ser finalizados em outros turnos nos próximos dias.
Quatro unidades afetadas pela neve se dedicam a produção de veículos. As outras concentram-se na parte dos componentes.
As 12 fábricas são administradas diretamente pela Toyota. A montadora possui outras fábricas terceirizadas que produzem autopeças.
Em Aichi, onde fica a sede da Toyota, a Agência de Meteorologia pede para que a população esteja em alerta devido a possibilidade da continuidade da nevasca acompanhada de fortes ventos.
A frente fria que atingiu o país marcou temperaturas mínimas recordes na regiões oeste e sudoeste, onde os termômetros chegaram a -8,9ºC.
Em Tóquio, a temperatura marcou -1,1ºC, enquanto no nordeste do país a marca foi de -15ºC.
Fonte: IPC Digital